28.4.17

A garota que lê | Entrevistando a autora Laís Rodrigues



Oi leitores, tudo bem?

Sim, agora vai ter entrevistas aqui! \o/ Entrevistas com autores maravilhosos que adoramos. Para começo, a primeira é a Laís Rodrigues, que inclusive, a bibliografia dela está Aqui, e a resenha do livro dela Aqui.
Ela foi super adorável e sincera ao responder as perguntas.

Então, vamos ao principal.


1. É natural de que cidade? 
R: Eu sou de Salvador, mas já vivi em Brasília e, atualmente, moro no Rio.

2. Como começou o seu envolvimento com a escrita?
R: De forma bem acidental. Sempre fui daquelas pessoas que amava ler, desde bem pequena, por incentivo dos meus pais, mas jamais imaginei que escreveria. É verdade que, sempre que eu lia um livro interessante ou assistia a um filme legal, eu imaginava como seria a minha versão daquela história. E foi assim que comecei a escrever: no momento em que as histórias estavam se concretizando em minha mente e os personagens estavam tão reais que eu quase os ouvia insistindo que eu deveria escrever sobre eles. E, depois que comecei, não consegui mais parar.

3. Seus gêneros favoritos?
R: Depende do meu humor. Por exemplo, no momento estou lendo dois livros bem diferentes ao mesmo tempo. Naqueles dias em que acordo romântica, ou com vontade de dar boas risadas, leio E o Vento Levou, que recomendo para aqueles que gostam de romances de época e querem entender melhor sobre a Guerra Civil Americana, um período bem interessante da história dos Estados Unidos. Em outros dias, quando estou a fim de ler um suspense com ação e muito sangue (sim, porque às vezes sou bem sangrenta rsrsrsrsrsrs) leio A Passagem, um livro maravilhoso para quem gosta de histórias de terror bem construídas e inteligentes com elementos sobrenaturais. 

4. Você prefere trabalhar no silêncio absoluto ou ouvindo música?
R: Novamente, depende do meu humor. Às vezes, o silêncio é para mim ensurdecedor, e outras, ele é simplesmente necessário. Tenho apenas uma regra para escrever: preciso estar bem confortável. Mas, tirando isso, posso escrever na praia, ou enquanto meu marido assiste a um jogo de futebol, ou até mesmo trancada em meu quarto, apenas com o som do ar-condicionado.

5. Pretende escrever mais livros?
R: Acabei de relançar pela Pedrazul o Primeiras Impressões, uma versão moderna de Orgulho e Preconceito, e lancei meu primeiro livro em inglês, chamado Heart of Fire, que faz parte da série The Elments. É uma aventura sobrenatural para jovens adultos, com muitas cenas de ação, suspense, e sangue (eu me inspirei bastante em vários elementos da saga Instrumentos Mortais, que adoro). Claro que também vai ter romance, e vocês vão amar, porque o protagonista é hilário. 
Dentro dos próximos meses, vou lançar outro livro em inglês, uma comédia romântica. É sobre um cavalheiro, inspirado em um personagem por quem tenho um grande crush literário, que viaja no tempo, saindo do século XIX e vindo para o século XXI. Está divertido demais! 
Por último, até o final do ano lançarei também outra versão moderna de uma obra de Jane Austen, mas vou fazer surpresa! 

6. Um sonho de consumo?
R: Fazer um clube do livro com o Stephen King, a J.K. Rowling, o George R. R. Martin e a Cassandra Claire. Também queria que a Jane Austen participasse, mas aí já seria demais, né? rsrsrsrsrs

7. O que você mais gosta de fazer no tempo livre?
R: Curtir meu marido e minhas bolas de pelo laranjas (Luke Skywalker e Leeloo), gastar o que tenho e o que não tenho com livros, ler muuuito (relaxando na praia, mofando no metrô, ou em qualquer lugar que dê para ler meu kindle), ver tudo que o Netflix tem a oferecer, e ir para eventos literários. Para quê mais?

8. Um defeito seu?
R: Quando amo, fico viciada. Quando detesto, não há quem me faça mudar de ideia. 

9. Você costuma se irritar? Em quais ocasiões?
R: Nada me irrita mais do que machismo, homofobia e racismo. Por exemplo, eu já excluí algumas pessoas de redes sociais por conta disso e até no trabalho já tive algumas discussões. São temas que levo bem a sério, e exijo respeito em relação a eles.

10. E se você pudesse ter qualquer super-poder que quisesse, qual seria?
R: Acabar com preconceitos e pré-julgamentos no mundo, pois acho que eles são a maior razão de discórdias e desentendimentos desnecessários entre as pessoas. Mas acho que não precisaria só de super-poderes, e sim de milagre...

11. Um livro pra jogar no fogo?
R: Nenhum. Há alguns livros que detesto, mas jamais os jogaria no fogo, em respeito ao autor / autora e às pessoas que gostam deles. Nenhuma literatura deveria ser, a meu ver, jogada fora, porque ela sempre terá valor para alguém, por mais que não tenha para você ou para mim. Críticas literárias, por outro lado, são muito valiosas, e eu as incentivo sempre.

12. Livros para guardar a sete chaves?
Todos da Jane Austen e a série Harry Potter. Foram as obras que me transformaram em uma grande leitora. E acho que jamais teria me tornado autora se não fosse pela inspiração das maravilhosas Jane Austen e J. K. Rowling.

13. Uma obsessão?
R: Só uma? Ok, já que vou ter que escolher, é a seguinte: detesto quando as pessoas tiram os livros do jeito que eu os arrumei. Quer mexer no meu armário? Fique à vontade. Quer brincar com meus gatos? Sem problema. Quer fazer um churrasco na minha casa? Seja bem-vindo. Mexeu nos meus livros? Pena de morte por execução sumária. #vocêsforamavisados.

14. O que passa pela sua cabeça quando um leitor diz que adorou seu livro?
R: Às vezes, mil coisas, às vezes nada. Mas meu coração sempre fica apertado de emoção com esse tipo de carinho.

Muito obrigada Laís Rodrigues! Adorei as respostas! E vocês, o que acharam?

Até a próxima gente! Adoro vocês, beijos

4 comentários:

  1. Olá!
    Amei a entrevista e conhecer um pouquinho mais da autora. Adoro posts desse tipo, pois são nas entrevistas que sabemos mais quem é verdadeiramente o autor por trás da obra, além de quem não a conhece, como é meu caso, é uma excelente forma de apresentá-la aos leitores.
    Adorei ela por ter citado Jane Austen e J.K Rowling ❤
    Ficou uma entrevista bem legal. Parabéns. E claro, desejo muito sucesso á Laís!!

    Beijo, beijos
    relicariodehistoriasma.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito feliz que tenha gostado! Saber que você conheceu ela através desse post me incentiva ainda mais para postar outras entrevistas

      Beijão!

      Excluir

A garota que lê | Entrevistando a autora Laís Rodrigues

Oi leitores, tudo bem? Sim, agora vai ter entrevistas aqui! \o/ Entrevistas com autores maravilhosos que adoramos. Para começo, a prim...